Seu cachorro faz cocô no lugar errado?

Educar um cachorro não é tarefa fácil. É preciso perseverança porque eles aprendem  no seu próprio tempo. Claro que usando as técnicas de adestramento corretas, sendo metódico e perseverante é possível diminuir o tempo. Fazer da maneira certa e bem orientado também ajuda muito porque poupará tempo para corrigir comportamentos errados.

O começo da educação é sempre não sujar o lar.

Antes de tudo você tem de ensinar o cãozinho a “não sujar a casa”. Com paciência, especialmente durante os primeiros dias de sua estada em casa, realmente não é difícil acostumá-lo a fazer as necessidades fora; e isto não constitui um segredo, como muitas pessoas pensam. O cachorro é de natureza um animal limpo, não suja o próprio leito. Se ele dejeta em casa é porque ninguém o educou para distinguir entre a grama e um tapete persa, e ele ainda não consegue controlar direitinho os seus músculos.

Na casa é simples.

Se você mora em casa térrea ou sobrado, é relativamente fácil acostumá-lo a preservar limpos soalhos e tapetes. A maneira é a seguinte: escolha um lugar apropriado no quintal; leve-o para lá imediatamente depois das refeições e logo que ele acorda, seja de manhã ou a qualquer hora de repouso.

coco-adestrar-cachorro

Condição nº 1 pra que isso dê certo é ficar atento. No início desse aprendizado, que se divide em duas partes, ele deve compreender por que caminhar tanto quando poderia aliviar-se logo. Na primeira, leve-o para fora nos momentos citados anteriormente, os quais, aliás, você pode e deve antecipar; e na segunda ensine-o a anunciar os seus desejos, para que ele tenha tempo de correr até o jardim. Quanto mais você se dedicar a estes ensinamentos nos primeiros dias, mais rapidamente conseguirá o resultado almejado. Nada pode acontecer enquanto ele dorme ou descansa, deitado. Mas quando perceber que ele se levanta e demonstra certa inquietude, correndo para lá e para cá, focinhando e procurando alguma coisa, é hora de levá-lo para o lugar escolhido no quintal.

–>> Conheça aqui o curso de adestramento com melhor relação custo benefício

Uma vez aliviado, elogie-o desmedidamente, como se ele tivesse realizado uma façanha extraordinária. Demonstre-lhe, com palavras e carícias, sua grande satisfação para com ele e dê-lhe um petisco. Da sua atenção nos primeiros dias e da sua compreensão depende o sucesso deste trabalho: habituar este pequeno ser, contra todas as leis da natureza, a fazer no jardim o que não deve fazer em casa.